Rondônia, Hoje é

Prefeitura de Cujubim eleva vigência do programa do bolsa família para 71,06% em 2017

Postado Dia fevereiro 16th, 2018

A Prefeitura Municipal através da Secretaria de Saúde do município de Cujubim elevou a segunda vigência do ano de 2017 a meta de Condicionalidades para 71,06%. Condicionalidades são as exigências do programa para que a família receba o benefício. Além disso, elas são compromissos que as famílias assumem junto ao governo federal e são de fundamental importância para a manutenção do programa. As condicionalidades são na área de Saúde e Educação e devem ser cumpridas para que o benefício não seja cancelado, bloqueado ou suspenso. Elas são de fundamental importância e devem exigir a atenção das famílias beneficiárias.

O acompanhamento das famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, através do trabalho conjunto das secretarias de saúde, educação e assistência social. O Programa Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda para famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. Para receber e continuar recebendo o benefício as famílias devem cumprir alguns compromissos. Na saúde, devem manter em dia a vacinação das crianças e o acompanhamento de seu desenvolvimento nas unidades de saúde. Na educação, as crianças entre 6 e 15 anos devem estar matriculadas e frequentar a escola. Na Assistência Social, a família deve atualizar o cadastro a cada dois anos e apresentar a carteirinha do acompanhamento na Unidade de Saúde.

Nos últimos anos Cujubim estava abaixo do índice com uma media de 35% no acompanhamento das famílias beneficiadas. O trabalho das agentes comunitárias de saúde contribui muito para que o índice aumentasse a Secretaria “está sempre verificando o trabalho e conversando com as ACSs sobre a importância de buscarem essas informações porque para a condicionalidade da saúde é extremamente importante saber o peso, a estatura, se a vacinação está em dia, se a gestante cumpre o pré-natal, e se eles não fazem esse papel as informações se perdem, então é importante que ele esteja na área e que as famílias recebam o agente comunitário”.

O acompanhamento é importante para que essas famílias continuem recebendo o benefício, que compõe a renda para suas necessidades mínimas. Para a família de Maria da silva Souza, que recebe o benefício por quatro crianças, o Programa melhorou sua condição de vida, e por isso cumprem os compromissos. “O Bolsa Família é um dinheiro que veio para ajudar principalmente as mães e ajudar os nossos filhos. Então é com ele que eu mantenho o arroz, o feijão, o tempero, um leite, uma mistura, é uma renda fixa que a gente tem para manter os filhos, até mesmo na escola porque antes quando não tinha a gente sabe o quanto sofria. Então para mim o Bolsa Família é uma bênção, então não tem como fugir do compromisso”, declara a beneficiária.

“Na área da Saúde, 1.273 famílias foram acompanhadas no último semestre. As famílias que devem ser acompanhadas na saúde são aquelas que possuem crianças de até 7 anos e/ou mulheres gestantes. O município conseguiu acompanhar 861 famílias, o que corresponde a um acompanhamento de 71,06%. 

Concluímos que a secretaria de saúde de nosso município fez todo o possível para alcançar a meta e disponibilizou-se prontamente para atender nossa população disse o Coordenador do Programa de Desenvolvimento para o SUS Braz Azevedo Neto.

Fonte: Assessoria

.

banner 2pe