Rondônia, Hoje é

DUELO: Justiça determina que Marcos Rogério e Expedito deixem de usar nome de Bolsonaro

Postado Dia outubro 17th, 2018

Juiza eleitoral determinou que toda propaganda de Marcos Rogerio falando de Bolsonaro seja retirada por se tratar de propaganda mentirosa

Líder nas pesquisas, o capitão da reserva do Exército Jair Bolsonaro (PSL) é motivo de disputa entre candidatos ao governo em Rondônia. Candidato da legenda, o Coronel Marcos Rocha “ajuizou ações” contra a coligação do 45 que está usando a imagem de Jair Bolsonaro (PSL), para pedir votos no Estado.

Na ação, o Coronel Marcos Rocha afirmou que Expedito Junior (PSDB) e o senador eleito Marcos Rogério (DEM), falam abertamente de apoio a Bolsonaro. Na ação na Justiça Eleitoral Coronel Marcos Rocha rebate pedindo “exclusividade”. “O único candidato (Governo) que tem o apoio do Bolsonaro em Rondônia sou eu”, afirma.

Gravado – O candidato do partido do PSL, Marcos Rocha, cita que só ele tem depoimento em vídeo do candidato pedindo voto. “Mas alguns querem aproveitar a onda, para levar vantagem” afirmou.

Relógio – A juiza eleitoral Jaqueline Conesuque Gurgel do Amaral decretou a intimação do Facebook Serviços Online do Brasil Ltda para que retire no prazo de 8 horas o conteúdo divulgado por Expedito Junior e Marcos Rogério, que declaram apoio a Jair Bolsonaro na tentativa de convencer o eleitor de que eles também tem o apoio do candidato presidenciável que lidera todas pesquisas.

MENTIROSO – Recentemente, segundo contidas na ação no Tribunal Regional Eleitoral, o senador eleito Marcos Rogério (DEM) disse que seria coordenador da campanha de Jair Bolsonaro em Rondônia, o que foi negado pelo partido do presidenciável. “Nós estamos assumindo a coordenação e se ele fala que é coordenador é ‘mentira'”, afirmou o secretário-geral do PSL, João Cipriano.
Para tentar convencer o eleitor rondoniense, o senador eleito Marcos Rogério diz; “Agora o time tem um reforço de peso, um reforço importante, que é o nosso governador também no palanque do Bolsonaro no estado de Rondônia” disse Marcos Rogério em um vídeo que foi publicado nas redes sociais. 

Tudo isso não passa de uma grande mentira de gente desesperada para ganhar a eleição usando a imagem de quem eles criticaram e falaram mal no primeiro turno. Está fazendo isso (se referindo a Marcos Rogério), porque Bolsonaro é lider em todas as pesquisas“, garantiu o secretario do PSL em Rondônia.

O candidato Jair Bolsonaro, chegou a gravar um vídeo ao lado do Coronel marcos Rocha, para declarar apoio ao candidato do PSL em Rondônia, e desmentir nas declarações feitas pelo tucano Expedito Junior e o senador eleito Marcos Rogério. “Uma farsa, uma mentira montada para enganar o eleitor”, declarou Bolsonaro. Em outra parte do vídeo, o presidenciável diz; “Nosso candidato ao Governo é nosso Coronel Marcos Rocha, eu sou ele e ele é eu! Vamos juntos mudar Rondônia, um abraço a todos”, encerra Jair Bolsonaro.
A juiza também cita as declarações de Expedito Junior, que no vídeo que foi condenado pela justiça afirma o seguinte: “decidimos apoiar a candidatura (Jair Bolsonaro), haja vista que mais da metade do nosso eleitorado votou em Bolsonaro. O marcos Rogério praticamente vai coordenar a campanha de Bolsonaro aqui no estado de Rondônia, ele está sendo chamado para isso. Hoje a partir de agora, nós estamos assumindo a campanha do Bolsonaro” disse Expedito.

Decisão da Justiça –  A juiza eleitoral Jaqueline Conesuque Gurgel do Amaral, finaliza com a seguinte declaração de sua decisão; “O candidato ao cargo de Governador Expedito Junior, somente manifeste apoio ao candidato Jair Bolsonaro, sem o uso de qualquer mecanismo que induza o eleitor a acreditar que ele tenha vinculo, bem como retire imediatamente a propaganda que associe sua candidatura a de Bolsonaro, sob pena de multa nos valores que podem ir de R$ 1.000.00 reais até R$ 500.000.00 mil reais”.

 
Fonte: Rondoniaovivo
.
banner 2pe